segunda, 24 de abril de 2017

Mais de trinta

O amor é muito mais

Amar é muito mais do que você pensa. Esqueça tudo que sabe sobre o amor.

Eu sei, não quero menosprezar seu aprendizado. Mas a gente pensa que amou, assim como pensamos que vamos morrer um dia desse mesmo bem ou mal – como queira ler. Porque não tem como ver o amor de forma triste, mesmo se este amor se comportou de forma ingrata ou injusta.

Apesar de ser uma necessidade vital, nem todos acham que amor é dar prioridade ao outro, quando já deram um espaço em seus armários. Achamos que amor é dizer todos os dias te amo. Mandar mensagens compulsórias perguntando se está tudo bem.

O amor genuíno vai muito além desses detalhes. O amor acontece quando você silencia seu ego, deixa sua criança pedinte em paz. Aquela criança interior que pede atenção, carinho e mimo o todo tempo.  Entender que o outro é muito diferente de você, ou até igual, mas que mesmo assim, não te pertence.

A vida tem um jeito estranho de ensinar isso. Sabe aquele ditado, aprender na dor ou no amor?

Pois é.

O amor tem mais a ver com perdoar todos os dias, com que guardar magoas e rancores. Amor é aquilo que fica quando a pessoa puxa seu tapete. Amor é o que fica depois do desprezo e da saudade. Alguns ainda pensam que isso é um tipo de comportamento submisso, ou frágil. Prefiro acreditar que o amor, ao contrário dos fortes, é para gente fraca.

Porque só alguém que sai do pedestal, que sai do centro de tudo, pode genuinamente amar alguém. Amar também aqueles defeitos de que somos feitos.

Tem mais a ver com quantos sins você diz. O amor sofre de uma empatia corrosiva, mas infelizmente também sofre de pena e de dó. O amor até pode modificar pessoas e gestos, mas só se o outro permitir. Ninguém entra na casa de alguém sem ser convidado, é preciso querer estar presente.  Só que se fantasia de paixão, de posse, de medo e de carência. Fantasia-se também de perda, de ódio, de egoísmo, de fracasso e derrota. Organizar essas sensações dentro do amor, principalmente quando ele é duro conosco, que é a grande lição da vida.

Pode parecer bem injusto, mas sentir é privilégio de quem está vivo e para quem se dá de fato para a vida. Pensa que conquistar as coisas degrau por degrau é fácil?

Creio que sofremos um vazio tremendo. E nesse vazio não cresce amor. Não esse amor que a gente pensa que sabe. O amor é coisa de dentro da gente, para nós mesmos. É quando nos compadecemos com uma imagem bonita, com o sol, com as crianças, com as delicadezas do mundo. Amor é aquilo que floresce dentro de nós e nos faz evoluir. Todo resto é soberbo.

Foi-nos dito que precisaríamos ser felizes a qualquer custo e esquecemos que a felicidade é um bem fortificado dentro do coração e não materializado. Você precisa disso, precisa daquilo. Precisa ser livre, precisa escutar seus desejos. Claro! Mas você precisa de compromisso, firmeza, objetivos e clareza.

Permanência e persistência.

Você pode comprar uma casa grande e linda, comprar um cachorro, fazer um lindo jardim com horta e cadeiras de balanço. Você pode comprar o carro mais caro, pode ter o emprego mais incrível, mas ainda assim ser tomado por um grande vazio. Você vai negar que o amor seria capaz de resolver essa incógnita. Vai afirmar que tudo seria mais fácil. Ninguém vai argumentar com um ser amargo como você.

Mas o vazio vai crescer um dia, porque desconecta a gente da verdadeira essência, e que nós, por teimosia aceitamos essas verdades – dores e solidão.  Ou fingimos que está tudo bem e nos protegemos em nossas cascas, enquanto nitidamente nossa vida não evolui.

Você acha um monte de coisas – quando na verdade não consegue fazer diferente. Então esse discurso vira sua verdade, assim se sente menos culpado.  Mas é o amor que está destruído e sem forças dentro de você.

Há tanto tempo as coisas vêem dando errado em sua vida, mas seu discurso é mais forte que sua vontade?

Só o amor muda os olhos das pessoas, mesmo que demore a acreditar. Com amor que se perdoa. Com amor que se transforma. Com amor que se transborda. Experimente! Coloque amor e vontade no que faz e vai entender o que quero dizer.  Ah se pudéssemos fugir sem levar nossos pedaços.

Dentro de você já não floresce nada.  Uma desconexão total com o que você veio fazer neste mundo, e assim, dia após dia, se distancia de você mesmo, brotarão todos os sentimentos negativos em seu coração. Seu corpo adoecerá.

Geramos em nós energia suficiente para atrairmos o que quer que seja. E se a consciência quando chega tira tudo do lugar e te transforma inclusive em uma pessoa melhor, por que relutar?

Mas antes que pense que isso é um papo de hippie, deveria fazer um teste. Dar valor as pessoas que te acompanham nesse trajeto, que te aguentam por AMOR do jeito que é. Que ofertaram disponibilidade para te ajudar ou somente para lhe fazer companhia.

Os amores genuínos dessas pessoas podem salvar.

O que eles querem de você? Tenho certeza que você irá fazer essa pergunta… Eu sou isso e ponto final. Talvez essas pessoas vejam além de você. Enxergam sua força, sua notoriedade e sua verdadeira capacidade. Coisas que você esqueceu.

Eles querem que você seja apenas inteiro, para que caminhe sozinho aceitando a felicidade que bater em sua porta. Aceitando as coisas ruins que também acontecerem em sua vida, sem se tornar uma pessoa completamente desagradável e pessimista.

Que você possa ser generoso com a luta alheia. Olhe a sua volta, você acha que tem esse direito e que sabe tudo sobre o fracasso?

A covardia é o ato mais injusto que se pode cometer. Olhe para si mesmo, não precisa se perguntar grande coisa.

Mas quando será que você se afastou tanto de você mesmo?

A felicidade mora sim ao lado, mora sim dentro.

Veja e perceba.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!