sábado, 25 de fevereiro de 2017

Mais de trinta

O que o amor é ? Quem nunca sofreu desse sentimento na vida ?

vida sem amor?

vida sem amor?

Faz parte de uma passagem na vida , quando alguém nos machuca ou até mesmo quando nos frustramos na espera de nossas idealizações, desacreditar no amor.

Guardamos as magoas no peito, como um nó, que dói. Mas desacreditar também nos faz dar um tempo para pensar sobre o que é verdade no amor. Sobre o que esperamos dele e se o amor corresponde às nossas expectativas.

Creio que nunca corresponderá. É solo desconhecido.

Todas as suas formas e nomes, suas dores e batalhas.

Será que conhecemos o amor ou ele que nos reconhece?

Será que nos fechamos e perdemos a confiança no amor ou perdemos a fé nas pessoas e em nós?

Acho que nunca vamos saber sobre o amor e sua totalidade. Talvez fiquemos mais espantados com as possíveis coisas que o amor causa ou a falta dele.

Existem tantas fases no amor e uma delas é essa, quando deixamos de achar que nascemos para isso. Quando nos iludimos em esperas, quando nos permitimos à consciência e entendemos que nem sempre o amor modifica quem não quer ser modificado.

Quando cometemos nossos erros e acertos. Ou quando, percebemos que não sabemos do que o amor se trata.

Ficamos perdidos, descrentes, como se o amor fosse apenas uma passagem.

Acontece que cada amor deixa seu registro. Cada amor deixa uma mudança. Depois de amar, você não é mais o mesmo. E isso pode ser bom ou ruim…

Bom porque o amor nos possibilita um amor contente, um positivismo e sorriso no olhar E o ruim, porque não aprendemos a lidar com as perdas. Cortamos um dobrado em cada amor que nos arromba o peito.

O que nos amansa o coração é sempre acreditar que virá outro amor. Que somos capazes de atrair semelhantes, porque definitivamente os opostos não se atraem.

A gente nunca se protege quando chega a tempestade. Aquele amor que chega sem avisar, sem lenço, sem documento, aquilo que não dá para evitar.

É amor? Nunca saberemos. Só se toparmos viver as histórias, com tudo que pode estar presente. O pacote comprado.

Sempre disse que quem está disposto a amar, precisa estar disposto a sofrer. Nunca se sabe, não é?

O amor e suas fases, tal e qual os humanos são. Amar é produzir dentro de si e estar pronto para as mais adversas estações. Frio, outono, calor…

Mas eu pergunto? Você prefere evitar conhecer o amor em suas formas, por medo de se expor a devastação?

Quantas vezes você se permitirá a acreditar que pode ser para sempre?

O amor trás alivio para tanta ansiedade de sabe-se lá o que… Mas é sempre amor.

Amor é companhia nos dias tristes, é comida na cama, é amigo para toda vida, é paz na alma, é aconchego imediato, é saber que não se está só.

Amor é para os fortes.

Amor é o não saber.

Amor nem sempre é segurança.

Amor é doar-se, é amar-se.

Amor é complemento.

Amor é o que você quiser que seja.

 

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!