Thursday, 18 de July de 2019

Mais de trinta

Mulheres brasileiras estão adiando a maternidade

mae-e-bebe-39579

É o que afirma o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, que constatou que a taxa de gravidez entre mulheres que estão na adolescência cai enquanto cresce a proporção de nascimentos entre as mulheres acima de 30 anos.

Atualmente, a média brasileira de nascimentos entre mulheres de 30 e 44 anos é de 30,2%, no Distrito Federal esse índice sobre para 38,3%, que é acompanhado pelo Rio Grande do Sul, com 36% e São Paulo, com 35,8% como os índices mais altos do País.

Para o coordenador de População e Indicadores do IBGE, Cláudio Crespo, os dados coletados derrubam o mito de que a gravidez na adolescência está crescendo no Brasil.

Outro dado relevante apontado pelo instituto é que, quanto maior a renda e a escolaridade da mulher, mais se posterga a paternidade. O mesmo fenômeno também está ocorrendo nas classes mais populares, onde as mulheres sabem que um filho custa caro e optam por construir uma carreira para depois procurar a maternidade.

Já nos números relacionados a gravidez na infância, em mulheres com menos de 14 anos, o índice se manteve estável na última década, com 0.8% dos nascimentos.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!