Thursday, 12 de December de 2019

Mais de trinta

Sobre liberdade e deveres

A liberdade deve caminhar junto com a educação

A liberdade deve caminhar junto com a educação

Sempre fui daquelas pessoas que lutam com unhas e dentes pelos nossos direitos e pela nossa liberdade, de pensamento e de expressão. Sem que sejamos diferenciados por idade, crença, sexo ou posição social para exercê-la… Sim, todos nós somos livres! “Fly Away” hoje e sempre. Nada de medo ou sabotagem, contra si mesmo ou o outro.

Mas não é por isso que posso defender um direitos desenfreados, esquecendo que eles trazem consigo muitos deveres, ainda mais vivendo em sociedade. Precisamos ter consciência de nossos atos, noção de realidade, responsabilidades, maturidade para avaliar as consequências e para encará-las, quando necessário.

Nos últimos tempos, temos visto algumas pessoas bradando sua liberdade em ações que passam por cima dos direitos alheios e, aí encontramos um dos maiores erros humanos, o narcisismo, um egoísmo doentio que nos leva a pensar que podemos buscar prazer pessoal acima de qualquer coisa, de qualquer pessoa.

Temos todo o direito de beber a ponto de ficarmos bêbados, falarmos muita merda, palavrões, brincadeiras de péssimo gosto e vomitar no fim de tudo, mas convenhamos que em um aniversário infantil, com dezenas de crianças brincando ao redor, estaríamos apenas assinando atestado de imbecil, não?

Nós temos também o direito de tocarmos, beijarmos, amassarmos e agarrarmos nosso companheiro como se não houvesse amanhã. Em busca de um insaciável prazer, com direito a cheiro de sexo no ar e nossas roupas jogadas no chão, mas jamais temos o direito de fazer isso em uma sala de teatro, com público de todas as idades e artistas no palco.

Temos ainda a liberdade, desejo e vontade de ficarmos ricos, cheios de dinheiro para realizarmos todos os nossos sonhos, viajarmos o mundo, comprarmos carros e casas incríveis, mas isso não inclui o direito de humilhar aqueles que não tem essa possibilidade ou mesmo vontade.

Esses são apenas alguns simples exemplos (reais!!!), para ilustrar que mesmo cheios de direitos, liberdades e possibilidades, nós temos deveres. Ainda bem que temos, na condição de humanos adultos, a lucidez, inteligência e maturidade para pensarmos sobre eles, só precisamos lembrar de usá-los.

 Confira mais artigos do Minha Filosofia.

Conheça os colunistas do Mais de Trinta.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!