domingo, 26 de fevereiro de 2017

Mais de trinta

Portal “Quero Aumento” ajuda na difícil tarefa de pedir aumento de salário

Negociando o salário

Negociando o salário

O tempo passa, você comemora mais um ano na empresa, os preços do supermercado sobem, mas o seu salário, continua o mesmo. Pedir aumento pode ser a solução, mas como falar com o chefe? Pensando na dificuldade em que os profissionais encontram na hora de solicitar uma remuneração maior, o Salário BR, portal referência em pesquisas salariais, criou o Quero Aumento (www.queroaumento.com.br), um site que oferece aos trabalhadores um relatório gratuito personalizado, com dados e argumentos que facilitam a negociação com a companhia.

A ferramenta presta uma ajuda muito importante ao trabalhador, uma vez que, o primeiro passo para pleitear um aumento é avaliar o quanto de valor você agrega ao seu empregador. Se o profissional não conhece o seu real valor, a conversa com seu chefe tende a não evoluir. E o Quero Aumento traz essa informação para ele.

O portal solicita algumas informações ao visitante, como porte da empresa, o tempo que trabalha nela, a função e o salário recebido. Com essas informações, o sistema realiza um comparativo com a média salarial praticada no mercado para profissionais do mesmo perfil, e gera um relatório. Nele, além das informações do profissional, aparece um gráfico que mostra a posição do funcionário no mercado atual e os salários que profissionais com o mesmo perfil recebem, sendo fácil perceber que o profissional que está querendo aumento ganha menos que a média.

No “Quero Aumento” o profissional terá ainda justificativas embasadas na produtividade e no mercado atual para fazer o pedido.

O Quero Aumento é um produto do Salário BR, o Quero Aumento é a ferramenta ideal para que os profissionais possam, com argumentos reais, pedir aumento. Os dados para a geração do relatório são fornecidos pelo próprio trabalhador, com base nas suas funções, experiências, escolaridades, tempo e porte da empresa e confrontados com o mercado de trabalho através do banco de dados do BNE – Banco Nacional de Empregos com mais de 6 milhões de currículos cadastrados.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!