sexta, 20 de janeiro de 2017

Mais de trinta

Álcool durante a gravidez pode ser mais prejudicial do que cigarro e maconha

mulher-gravidez-vinho-630

Todos sabem que o ideal é não fazer uso de qualquer tipo de substância tóxica durante a gravidez, mas uma informação publicada pelo jornal britânico Daily Mail pegou muita gente de surpresa. Estudos revelaram que o álcool pode ser mais prejudicial à saúde do bebê do que o cigarro e a maconha. Até então, os pediatras orientavam às mamães que costumam beber que o fizessem no máximo duas vezes na semana, mas agora, a orientação é que eliminem de vez o álcool durante a gestação.

Pediatras da Inglaterra afirmaram que 1% dos bebês nascidos no país sofrem de problemas comportamentais ou de desenvolvimento devido ao álcool. Em uma proporção de 700 mil crianças nascidas, 7 mil vem ao mundo com problemas. Mesmo para as mães quem ingeriam a bebida de uma forma regular.

Neil Ailton, pediatra dos hospitais universitários Brighton e Sussex comenta que o cigarro pode fazer com que a criança cresça menor que o normal, mas complementa dizendo:

“Existem outras evidências, mas são menores quando comparadas com os prejuízos psicológicos e neurológicos de longo prazo que o álcool causa ao sistema nervoso.”

Agora já sabem, o álcool é coisa séria e deve se ter atenção o máximo possível com isso. É mais seguro eliminar o consumo total do que consumir a níveis moderados e “controlados”.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!