Wednesday, 23 de January de 2019

Mais de trinta

“Estou apaixonada pelo professor. O que eu faço?”

Tenho 21 anos e me envolvi c um profº meu,ele tem 45 e ñ é casado, tem uma filha de 19.No inicio ele fazia planos de se casar comigo, mais eu ñ acreditava, pois eu ñ gostava tanto dele. Se passaram uns mesês e eu comecei a gostar dele, ele era um homem q toda mulher gostaria de ter.SÓ q alguns mesês se passaram e ele foi ficando cada vez mais c ciumes de mim, dizia q ele era feio pra mim só q eu falava q se eu ñ quisece nada c ele eu ñ tinha apresentado ele pra minhas colegas.Ele  me deu varias provas q gosta de mim.Ficamos juntos 9 meses e quando terminamos ficamos muito triste,ele me falou q era melhor assim pq o q eu mais queria ele ñ ia poder meda q é um filho e c o passar do tempo ele ñ ia + está c o mesmo fogo de agora , pois ele fez vazectomia, mais eu falei pra ele q nos podiamos adotar uma criança, só q ele acha q eu estou falando isso agora pq eu sou uma menina apaixonada e q quando eu cair na real ñ vou querer adotar. Eu ñ sei + o q fazer ,pois estou sofrendo muito, ele ñ acredita no q eu sinto por ele + ele tem razão pq quando ele falava sério eu levava na brincadeira, mais agora q nos estamos 1 mês separados eu estou provando pra ele q eu amadureci, nós conversamos por telefone as vezese ele me proprós a voltarmos e irmos nos separando aos poucos. Me ajude c um conselho seu ficarei muito grata. atenciosamente: Ingrid

Cara Ingrid, você está perto de conseguir o que eu imaginava ser impossível, estou quase virando monoteísta e me rendendo aos apelos dos cristãos. Será que se eu rezar bastante, muito mesmo, aliás, mais até do que o Papa, você aprenderá a escrever? Estas linhas mal redigidas serão o prenúncio do Apocalipse? A crise na educação está pior do que a imagem da classe política.

Olha, eu entendo que ocorram algumas abreviações nos textos, principalmente nos comunicadores instantâneos, porém sua pergunta bateu o recorde! Parece até uma sopa de letrinhas!

Sempre que posso dou uma revisada na pergunta para facilitar a compreensão minha e dos demais leitores deste blog, mas essa não deu! Fiz questão de publicar na íntegra, para que todos percebam o que eu passo quando vou responder as perguntas.

Não vou deixar meu conselho para o fim, como faço habitualmente, dada a gravidade da sua situação não posso correr o risco de você não ler até o final e com isso perder o principal.

Por favor, estude! Mas faça isso com intenção de realmente aprender… Acho que fui muito sutil… Vou ser mais franco, se você passasse menos tempo atrás do professor para namorar e mais tempo com a finalidade para qual ele foi contratado, sua vida seria muito melhor.

Fico imaginando o que o fez pular do barco. Essa história de você ser muita areia para o caminhão dele não cola… Que coroa de quarenta e cinco anos, solteiro, iria largar de comer um filé só porque o dito não cabe no prato?

Meu palpite é que você fez alguma besteira, espero que você não fale da mesma forma que escreve, senão já está explicada a postura dele. Não dá para um professor, por pior que ele seja, ficar de “par de vaso” para uma garota que não sabe falar uma frase com mais de cinco palavras sem uma gíria, “tá ligada?”.

A história de voltar e ir separando aos poucos é típica de quem quer continuar filando bóia sem pagar a conta! Traduzindo para você, ele quer aproveitar daquilo que você pode dar, porém sem comprometimento… O que mostra que de besta o cidadão não tem nada!

Sua idade me chamou a atenção, vinte e um anos, escrevendo dessa forma… Você deve ser a maior garota da sala, as demais devem ter no máximo, quinze anos! Veja pelo lado bom, lugar garantido nos times de vôlei e basquete.

Pior ainda é se você estiver na faculdade, por favor, nos conceda a honra de saber de qual instituição educacional você saiu… Vou fazer um boicote sério a essa “empresa”, isso não pode ser chamado de escola, colégio ou faculdade. Se botar um mata-burro na porta acabam as aulas. Para os leitores que nunca viram uma vaca de perto, mata-burro é um instrumento de contenção para os animais, que os impede de transpor os limites da fazenda.

Caso eu esteja errado e você acabe ficando com o professor, vai aqui a minha campanha: não adote ou tente ter um filho. Ele não merece isso! Nós também não!

Hoje eu estou mais cruel do que o habitual, eu sei, mas não aguento mais tanto erro de português, um ou outro acento errado, uma concordância aqui ou ali, tudo bem, mas tive enorme dificuldade em compreender a pergunta. Ah, para quem está em dúvida sobre o novo acordo ortográfico, vale uma regra: em cima da linguiça, não trema!

Acabei de ter um “insight”, acho que descobri o motivo de ele não querer saber mais de você! Provavelmente você deixou um bilhete romântico para ele em algum lugar… E ele leu ou tentou ler!

Sinto muito, mas não consegui me conter, eu preferia que essa pergunta fosse inventada, mas não é.

Até mais e boa sorte!

PS. Leitores e leitoras, peguei muito pesado?

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!