Wednesday, 05 de August de 2020

Mais de trinta

Mulher negando fogo ou marido é que não sabe riscar o fósforo?

Tenho 58 anos, mas sou e sempre fui um cara muito ativo sexualmente ao contrário da minha mulher que não gosta muito da coisa, ela tem 56. Ultimamente tenho feito de tudo para agradar, ajudo nos afazeres domésticos, deito com ela nu, paguei psicanalista, mandei ela p/o ginecologista para ver o que está acontecendo e a coisa continua igual ou pior. Assinei e recebi revista do clube de naturalista e o barraco quase caiu dizendo que sou um velho assanhado e só penso em pornografia. Tenho idade suficiente p/saber o que quero, mas gostaria de sua opinião e de seus caros leitores p/trocarmos umas idéias a respeito, pois acho você um cara legal e com boas idéias. Abraços – Wagner.

Caro Wagner, nem sei como devo me referir ao senhor… Deveria chamá-lo de você, senhor, vossa excelência ou apenas como Mestre do Impossível e Inabalável Senhor da Guerra? Sua mulher negando fogo desse jeito… e o senhor nessa vontade toda aos 58…

O senhor é o meu herói! Me manda uma foto sua para eu enquadrar e colocar na parede da minha caverna!

Com 58 anos, creio eu, estarei próximo de me aposentar da vida sexual… Não tenho a menor pretensão de me perpetuar na atividade até os 70 anos, como muitos leitores defendem. Digo isso com sobriedade, não tem nada a ver com condições físicas ou psicológicas, falo mais por opção mesmo.

Sexo depois dos 50

Depois dos 50 anos sobram poucas alternativas, uma delas é tentar receber uma medalha, que é o seu caso, por encarar a sua senhora neste bom humor habitual que ela demonstra. A outra opção é ficar igual aos coroas com síndrome de garanhão, comprar um carro esportivo, pedir o divórcio da companheira e desfilar por aí com uma caixa de aditivos (remédio para impotência) que acompanham duas mocinhas com não mais de 20 anos.

Eu até entendo quem o faz, não condeno, mas não é isso que quero para mim. Não tenho vocação para ficar babando ovo de garotinha e também não nasci para ser reconhecido como herói de guerra.

Eu o admiro!

Parece-me que o senhor já fez diversas tentativas para acender o fogo da mulher, eu já teria jogado a toalha e aproveitado a oportunidade de ficar quieto logo de cara. Sou um fraco, admito! Mas, eu não sou o Wagnão! Está aí um cidadão determinado, que não tem medo de encarar os problemas de frente e muito menos virar São Jorge!

Como excitar sua mulher?

Como não conheço os hábitos da sua senhora fica difícil dar um palpite sobre o caso, existem mulheres que se excitam com carinho, outras com o inesperado, algumas com uma dose de violência e têm aquelas que ficam acesas com algo muito menor, com um cartão de crédito, por exemplo. Resta saber qual é a sua…

Uma coisa que pode estar prejudicando é o fato do senhor deitar nu na cama com ela. Francamente, se o senhor fosse uma mulher, qual emoção lhe causaria observar uma cena pitoresca como essa? Não me responda, tenho certeza de que a razão falará mais alto…

A mãe natureza, além de sábia, é sacana, gosta de ver o bacanal. Geralmente, o que acontece é o inverso da sua queixa. A mulher, conforme passam os anos, vai ficando mais acesa enquanto o homem vai perdendo sua vocação de caçador. As garotas levam vantagem, não precisam colocar nada de pé. Não vou nem levantar a bandeira do aspecto visual…

Com o passar dos anos, os casais vão perdendo alguns rituais pelo caminho, ora por praticidade, ora por comodismo, mas no fim, todos acabam deixando para trás coisas importantes como o beijo. Há quanto tempo o senhor não pega a dona da pensão de jeito e tasca-lhe um beijo de fazer a dentadura se abalar? Isso é mais importante que o senhor imagina… Por favor, de manhã, sem escovar os dentes, não!

Eu lhe aconselharia a escrever um livro e ir plantar algumas árvores, mas como o que o senhor quer, por livre e espontânea vontade, traçar a companheira, gostaria de chamar sua atenção para a rotina do casal.

Creio que a monotonia não seja exatamente um elixir do erotismo para sua esposa, apenas como sugestão, acho que o senhor deveria eleger um dia da semana para não assistirem televisão ou fazerem o que geralmente fazem.

Não adianta escolher sempre o mesmo dia, senão vira rotina e fazer sexo se torna obrigação. Se ela resistir a ideia, invente comemorações, coisa que ela não irá se lembrar mesmo, como, por exemplo, o dia em que você a viu pela primeira vez, o dia da Revolução Acreana e outras bobagens desse tipo.

Botem uma música para tocar, Reginaldo Rossi e afins devem permanecer longe da seleção, nem aquelas músicas sertanejas que falam porcarias. Saiba o que ela gosta de ouvir e que, no gosto dela, seja considerado romântico.

Não cozinhe e nem a faça cozinhar, peça uma pizza e deixe claro que a louça é sua. Enquanto chega a comida, banho faz bem e não machuca ninguém…

Faça o favor de não encher o bucho no jantar, um pedaço para você está ótimo. Ninguém quer uma congestão! No jantar não se esqueça de elogiar algo da companheira, se não tiver nada para elogiar, invente! Não o faça exageradamente, senão espanta a presa. Mulheres gostam de homens criativos, mas detestam os melosos…

Bom, chega de dicas, agora é com o senhor. Abraço do Urso. Ah, só falei o lance da louça para convencê-la, se tudo correr bem, ela não se importará em lavar…

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!