Monday, 14 de October de 2019

Mais de trinta

Não conseguimos mais nem escutar uma música inteira, diz pesquisa

Escutamos diariamente que a geração em que vivemos, principalmente para quem é jovem, é uma geração acelerada, estressada, e que vive sempre no limite de tudo. O que você acha disso? Bem, se pararmos para analisar determinadas situações, vamos chegar ao consentimento de que essas constatações infelizmente são verdades. Ligar para o atendimento telefônico de alguma empresa (que é um dos grandes testes de paciência que temos hoje em dia), aguardar o ônibus, filas, trânsito e outras situações são de fato situações que tem encurtado a paciência de qualquer pessoa.

De acordo com alguns dados do streaming de música Spotify, nós estamos nos tornando pessoas tão impacientes que mal conseguimos ouvir uma música inteira: 25% dos ouvintes estão condicionados a pular a faixa nos primeiros 5 segundos, 33% das canções são ouvidas por apenas 30 segundos, e praticamente a metade de todas as faixas são puladas antes do final.

Porcentagem da música que foi ouvida

Porcentagem da música que foi ouvida

Segundos da música tocados antes de serem puladas

Segundos da música tocados antes de serem puladas

Os adolescentes e os “mais velhos” estão entre os que mais pulam as músicas, o que mostra um certo nível de impaciência. No entanto, no geral, passar dos 12 segundos é um sinal de que a música será ouvida até o final.

Comportamento por idade

Comportamento por idade

O organizador desses dados, Paul Lamere diretor da Echo Nest, arrisca dizer que esse comportamento tem mais a ver com o tempo livre disponível do que com a faixa etária.

“Os adolescentes têm mais tempo, enquanto os adultos de 30 e poucos, com seus filhos pequenos e trabalhos, não têm tempo para ficar cuidando do seu player de música”, Diz Paul.

Temos como exemplo os fins de semana,  onde o índice de puladas aumenta enquanto os usuários não estão trabalhando.

Comportamento por hora do dia

Comportamento por hora do dia

 

Comportamento por dia da semana

Comportamento por dia da semana

Resumindo, Paul Lamere acredita que a chance de um usuário pular uma música é maior quando existe o engajamento com o player:

“Quando a música está tocando para preencher o ambiente, como quando estamos trabalhando ou relaxando, ‘pulamos’ menos canções”, argumenta ele. “Quando temos mais tempo livre, como quando somos jovens, ou estamos em casa depois do trabalho, ou durante um fim de semana, queremos selecionar melhor o que vamos ouvir, e pulamos mais músicas”.

E você, costuma escutar até o final ou vai passando faixa à faixa sem parar?

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!