Saturday, 30 de May de 2020

Mais de trinta

De íntimos a estranhos… Como podemos ser amigos de ex?

Amizade após o fim?

Amizade após o fim?

Tinham tudo, agora não possuem nada.

Não são inimigos, mas de melhores amigos passaram a ser desconhecidos.

Dois estranhos que não se reconhecem, que não se esbarram, que não se falam e que não se ajudam. Depois das promessas de “para sempre” o espaço que fica é de alguém que tanto conhecíamos e que não reconhecemos mais.

Porque será que não podemos ser amigos de nossos exs namorados?

Será que todo carinho se dissolve e transforma em tamanha falta de zelo? Será que vamos precisar desejar apenas de longe sucesso, amor e paz, enquanto não pudermos nos aproximar de quem amamos? Não entendo. Porque o amor muda-se mas é preciso esquecê-lo.

Nunca defendi o fato de que os términos precisavam chegar ao limite. Sempre achei melhor que as relações fossem maduras e coesas, que as pessoas deveriam largar mão do jogo e serem sinceras consigo mesmas. Defenderem sua verdade com relação à felicidade. Defendo a idéia que toda amizade deve ser conservada.

Não dá para odiar quem tanto amou. Tudo aquilo que você gostou no outro fazer virar pó.

Mas sei que é inevitável ver a mudança do outro. Ver o outro conseguir ter intimidade com outro alguém e esquecer tudo que viveram como se não tivesse tido relevância maior.

Mas isso é nosso ego nos chamando para as razões ruins. Para ficarmos inseguros quando deixamos o outro livre para viver sua intensa liberdade. Quando o outro aclama por distância para sua recomposição. A defesa faz com que fiquemos rígidos em nome do não sofrer.

E dói saber que alguém por questão de sobrevivência precisa se afastar da gente. Por isso, fazemos questão de nos afastarmos de quem ainda nos causa dor e bem, para que seja esquecido e que a forma de amor se modifique em só amizade.

Nenhum amor é tão generoso quanto à amizade. Conservar isso de todas as relações que tiver pela vida é um sinal de decência e maturidade.

Exs não são inimigos, principalmente se o fim foi em paz, nada de barraco na rua, gritos e ofensas. Exs foram nossos melhores amigos por muito tempo e de tão especial não é possível que faleça de véspera.

Mesmo na raiva e na mágoa precisamos ter um autocontrole, uma serenidade, um olhar piedoso e gestos genuínos. Precisamos conservar toda aquela admiração que sempre sentíamos por aquela pessoa. Respeitá-lo. Devemos devolver amor.

Dê tempo ao tempo para se aproximar de algum ex. Dê tempo para essa amizade prevalecer mais do que qualquer coisa.

Sei que precisamos todos nós, nos recompor. Mas jamais se esqueça de estar presente na vida de quem lhe foi importante, mesmo que seja difícil – e vai ser. Respeite asexs de seus atuais – também será difícil.

Respeite as relações que tiveram no passado, mesmo com todo ciúmes que possa lhe sufocar.

Existe essa intimidade de amizade e carinho e precisamos entender que isso é sim possível.

Não se torne estranho de quem ama.

 

 

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!