sábado, 25 de fevereiro de 2017

Mais de trinta

Como conquistar um homem

Caras leitoras, como acordei de bom humor resolvi responder a uma dúvida das mais frequentes em minha caixa de mensagens:  como conquistar um homem? O texto de hoje se assemelha ao Globo repórter, mas sem a voz do Sérgio Chapelin (a citação denuncia a minha idade). Você saberá o que é um homem, para que ele serve, o que esperar dele e como conquistá-lo.

Darei minha opinião sobre o assunto da mesma forma que já dei dicas de sexo oral para as moçoilas, ou seja, sem experiência de campo, mas tendo em vista conversas com outros homens e também levando em consideração a minha experiência.

Antes de escrever fui procurar na internet para ver se encontrava alguma dica válida, encontrei um monte de bobagens. Uma porção de dicas furadas que parecem tiradas de revistas sexistas, não é o que vocês encontrão aqui, já adianto.

Isso aqui não tem nada a ver também com algo como “trago seu amor em 7 dias, acorrentado, faço mandinga, quebro feitiços, tudo por 500 reais ou seu dinheiro de volta”.

Não gosto muito de escrever sobre assuntos como esse por um motivo: generalização. É praticamente impossível redigi-lo sem generalizar, o que sempre leva a reclamações. Para não fazer isso eu teria que escrever uma resposta para cada tipo de homem e o problema é que sempre faltaria um. Um homem mais maduro não é conquistado da mesma forma que um emo (se é que se pode chamar um de homem, nem o corretor ortográfico reconhece a palavra).

Pensem bem antes de continuar lendo, em minha opinião não vale a pena conquistar homem algum, mas o meu trabalho é responder.

O que eu fico impressionado com essa questão sobre como conquistar um meliante é que poucas mulheres sabem realmente o que querem e o que podem esperar de um, simplesmente querem um sujeito para chamar de seu.

Entendendo o que é um “homem”

Homem é alguém criado para ser um dos seres mais escrotos da face da terra. Desde pequenos somos incentivados pelo resto do mundo a aprendermos a nos defender (o que em muitos casos é a mesma coisa do que agredir), a sermos “homens” (abrir mão da razão e manter um ponto de vista, mesmo que errado) e a sermos “machos” (não deixar uma mulher passar sem levar uma cantada).

Os anos vão se passando e alguns aprendem que precisam rever seus conceitos. Tenho a impressão que a educação dos meninos mudará com o tempo e desde pequenos aprenderão a respeitar mais a mulher considerando-a como alguém que merece ser tratada como indivíduo, não devendo ser rotulada por uma ou outra postura.

Contudo, caras leitoras, sinto lhes dizer, mas imagino que os homens que vocês desejam devem estar na faixa etária cuja criação foi machista, preconceituosa e burra, o que significa que vocês terão que ter paciência.

Você precisa mesmo de um “homem”?

Para facilitar a vida de todas, vou ajudar vocês a decidirem se realmente precisam conquistar alguém dando algumas situações, ok?

a)      Companhia para ir ao shopping fazer compras

b)      Ir ao cinema ver filmes que todo mundo chora e ninguém entende o final

c)       Alguém para desabafar sobre o quanto seu chefe é cretino

d)      O chuveiro queimou ou o pneu furou

e)      Aquecer os pés nas noites frias

f)       Fazer sexo sempre que tiver vontade

g)      Pagar as contas do mês

 

Respostas: a) amigo gay; b) ninguém merece, é forçar a amizade; c) amigo; d) eletricista/borracheiro; e) cobertor; f) vibrador; g) pai, emprego melhor, prêmio da megasena ou empréstimo no banco.

Como vocês podem ver, cada uma das situações pode ser resolvida sem conquistar ninguém! Não quero desmotivá-las, mas realmente quero alertá-las sobre esse aspecto. Será que vocês não estão projetando coisas demais em uma só pessoa? Será que ela sabe disso?

Para a mulher que quer um homem apenas porque se sente só, recomendo que mude seus conceitos e arrume amigos. É a mesma coisa que um cara desejar uma mulher com a finalidade exclusiva de lavar e passar suas roupas, ele que arrume uma empregada! Se ele quer alguém somente para deitar no colo e chorar as mazelas, que arrume uma mãe!

Conquistar um homem, basicamente, significa trazê-lo para o seu convívio. Terá que apresentá-lo aos seus amigos, conhecer a família e a história dele, fazer sexo sim, muitas vezes sem estar muito a fim, ouvir sermões, discutir a relação quando preciso, estar apta a conduzir modificações na sua vida e na dele também.

É como se você fosse a uma loja de animais exóticos, antes de resolver levar um para casa é bom saber o tamanho que ele ficará, o que ele come e como deverá tratá-lo. Aí você decide se está disposta a pagar o preço.

Cuidado com as expectativas

Os anos de blog me fizeram crer que as pessoas realmente não sabem direito o que querem, pior ainda, não sabem discutir o assunto de forma tranquila. É injusto alocar todas as expectativas em cima de uma pessoa como se ela tivesse a obrigação de atendê-las. Estou escrevendo tudo isso porque vi necessidade em deixar alguns pontos mais explicados.

Chamar a atenção de um homem é moleza, uns gostam de decotes, outros de bunda grande, caras como eu precisam de um sorriso bem dado. Cada um tem seu preço. O difícil é mantê-los, principalmente se vocês não entendem para que eles servem, o que se esperar deles e também como deixar suas expectativas claras.

No final das contas, para que um relacionamento seja duradouro será preciso afinidade, não somente paixão. Sugiro que releiam esse trecho quantas vezes for necessário.

Paixão é legal, mas ela não resiste as quebras de expectativas constantes de um relacionamento que nasceu para dar errado, se a essência não combina, insistir não adiantará e tudo que eu escrever a seguir não resolverá.

Dicas para conquistar um “homem”

Eu me amo

Da mesma forma que escrevi na resposta sobre como ser boa de cama, o item essencial para conquistar alguém é ter amor próprio. Nenhum homem irá querer uma pessoa que é a única vítima da sociedade, a não ser que ele também tenha algum tipo de patologia.

Bola de Cristal

Cada homem deseja uma coisa diferente de uma mulher e isso muda de acordo com sua vivência. Assim como quem não quer nada, cabe perguntar ao sujeito o que ele espera de uma pessoa para lhe acompanhar. Preste atenção no que ele fala, mas também em como ele se expressa e lembre-se que homens não foram criados para falar de seus sentimentos, portanto, aja com calma, sem pressão. 

Deixe-o usar calças

Uma das manias insuportáveis que parte das mulheres tem é a de querer ser o “homem” do casal. O sujeito vai lá abrir a porta do carro e acaba escutando “por que você abriu? Acha que não consigo abrir sozinha? Está com medo que eu bata a porta e estrague seu carro?”. Que saco! Deixe o sujeito ser o homem, te proteger, ter sempre razão, essas bobagens que gostamos. O sujeito tem que ter espaço para ser ele, senão vai murchando. Todo homem sabe que quem manda mesmo, quando sabe mandar, é a mulher. Se ela tiver bom senso e usar de sua inteligência consegue tudo o que quiser dele, basta usar do clima certo. Convencê-lo a ir ao aniversário da tia que mora no interior é fácil, basta antes de dar-lhe uma boa massagem e um sexo de qualidade. Sei que as feministinhas ficaram loucas com isso, mas é só porque se esqueceram de que nós também temos que usar de jeito quando queremos algo que foge ao normal.

Melancia na cabeça

Para conquistar é preciso ser notada e muitas pessoas confundem isso com usar uma melancia na cabeça ou algo do gênero, como por exemplo, usar uma saia ultra curta, uma maquiagem extravagante ou ficar bêbada em uma festa. Ser notada não significa chamar a atenção do planeta, significa deixar claro para o sujeito sobre suas intenções, pode ser através de gestos que demonstram interesse, bilhetinhos em cima da mesa, uma mensagem de texto via celular ou até mesmo uma abordagem mais direta (entendam como quiserem).

Palhaça de circo

Todo homem adora senso de humor, porém isso não vende na farmácia, então muita gente confunde as coisas e ri como uma hiena de tudo que acontece. Isso é chato demais, uma vez ou outra até toleramos, mas sempre é um pé no saco!

Jó e sua paciência

Para quem não conhece a história bíblica, Deus e o Diabo fizeram uma aposta cujo objeto era testar a fé de um homem, mesmo com o mundo despencando em cima dele, no caso, Jó. Ainda assim, ele se manteve fiel e determinado. Com os homens funcionará igual. Terão que ter fé, lembrando do que escrevi no começo do texto e sem parecer que estão menosprezando sua capacidade cognitiva (as mais lentas que procurem no dicionário).

Escolher a batalha é metade da vitória

Existem homens que não devem ser conquistados, não adianta insistirem, eles não estão prontos para isso. Para saírem vitoriosas recomendo que realmente esqueçam a paixão e avaliem se o sujeito está aberto para ser conquistado. Forçar uma barra funciona por um curto período de tempo. Esse item pode parecer idiota, mas a maior parte das perguntas que recebo está relacionada a falta dessa percepção. Tem gente que insiste em gostar de quem não corresponde. Já para o divã! Na certa há algo mais errado em sua vida e considero que esse comportamento nada mais é do uma forma de não enxergar a verdade.

Se alguém tiver mais alguma dica ou quiser criticar o texto, a caixa de comentários está aí para isso. Até mais!

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!