Friday, 15 de November de 2019

Mais de trinta

Guia básico para sexo anal

Guia básico para sexo anal

Guia básico para sexo anal

Sexo anal. Está aí um dos grandes tabus do sexo, desde antigamente, desde sempre. Penetrar o ânus da parceira costuma ser um dos grandes sonhos do homem, mas a não ser que seja em uma relação homossexual onde o sexo anal é uma das únicas alternativas, conseguir tal feito com uma mulher não é uma tarefa fácil. Às vezes não é nem por falta de vontade, é pela dor mesmo. Sexo anal é complicado, além da dor e do desconforto nas primeiras vezes, é preciso um preparo físico e psicológico para que tudo ocorra bem e que seja agradável para ambos. 

Seja você heterossexual ou gay, separamos algumas dicas para você que está com vontade de tentar fazer sexo anal com o seu parceiro mas se sente insegura ou já tentou e não aguentou por muito tempo. Boa sorte!

1 – Você precisa estar com VONTADE

Esse é o ponto principal para você fazer sexo anal, você obrigatoriamente, precisa estar com desejo de fazer. Desejo não quer dizer “topar fazer” só porque o seu parceiro está pedindo, ou porque é um dos maiores desejos sexuais dele, estar com desejo é se imaginar fazendo, é ficar excitada com a ideia do parceiro te penetrar na parte de trás, é sentir, lá no seu fundinho, que você sabe que vai doer, mas tem vontade de tentar mesmo assim. Só assim haverá chances de ser gostoso no final.

2 – Use camisinha

Mesmo que você e o seu parceiro costumem transar sem camisinha, não é uma boa ideia fazer sexo anal sem o seu uso. Nas fezes existem diversas bactérias e por ser uma região delicada e apertada que pode acabar cortando com qualquer movimento errado, é importante o uso da camisinha tanto para o homem quanto para a mulher para proteger o contato de suas partes íntimas com sangue e as tais fezes.

3 – Lubrificante

O uso de lubrificante é indispensável, a não ser que você já seja experiente e consiga fazer sem. O lubrificante diminui o atrito, aliviando a dor e ajudando a prevenir contra cortes e fissuras anais. Tente encontrar o lubrificante que se adequa melhor à sua pele, existem o à base d’água, vaselina, entre outros.

4 – O comecinho é a parte que mais dói

Passou a cabeça, as coisas tendem a ficar mais fáceis. Mas calma, não quer dizer que é só passar a cabeça que depois pode ir com tudo. A cabeça é a parte mais larga do pênis do homem, e por ser a primeira parte a entrar, é normal que doa mais. Mas depois que rolar a penetração, o ânus vai acostumando e começa a receber melhor o pênis inteiro (você precisa relaxar o máximo que puder, solte a musculatura), daí em diante basta que o homem faça movimentos leves e devagar de vai-e-vem até que a dor vá diminuindo e você consiga aguentar um ritmo mais acelerado.

5 – Faça uma limpeza intestinal antes do sexo

Aqui a coisa não é tão complicada quanto parece, se você souber um tempo antes que vai rolar o sexo anal, você consegue se preparar com calma para que não role nenhum imprevisto na hora. É essencial que você vá no banheiro fazer o número 2 poucas horas antes do sexo, portanto você pode segurar o máximo que puder, 1 ou 2 dias antes, para fazer cocô pouco antes da transa. Coma alimentos leves, como frutas, fibras… só não se acabe em uma feijoada, por favor.

6 – Você vai achar que está fazendo cocô

Não necessariamente. Durante o sexo anal é natural sentir que você está com vontade de fazer cocô, pois teoricamente a pressão causada pelo pênis é similar à pressão que você faz quando está sentada no vaso sanitário. Então aqui existem duas alternativas, ou o cara tira o pênis para ver se está sujando muito, ou caso você tenha feito uma boa limpeza anteriormente, relaxe que é só impressão.

7 – Se você não gostou, não faça novamente

Regra simples, se você não gostou não faça novamente. Sexo anal é como nós falamos no tópico 1, precisa estar com vontade. Se você tentou, tentou e mesmo assim não curtiu, quer dizer que a coisa não é para você. Se as vezes que você tentou não foi agradável pode ter certeza que continuará não sendo, então não force-se à nada, mais vale não ter relação nenhuma, do que ter que fazer algo que não estejamos com vontade.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!