Saturday, 28 de May de 2022

Mais de trinta

Como um detector de mentiras vai ajudar as redes sociais

Que mentiras pipocam nas redes sociais isso todos nós já sabemos, mas como um sistema de detecção vai ajudar a solucionar esse problema é a novidade. O projeto, liderado pela doutora Kaline Bontcheva na Univesidade de Sheffield no Reino unido, é bem pontual e crítico no que se refere ao comportamento das pessoas nas redes sociais, e poderá que poderá ser bastante eficaz para entender e amenizar o problema das mentiras na rede.

Detector de mentiras será usado nas redes sociais

Detector de mentiras será usado nas redes sociais

O sistema consiste em fazer uma espécie de “varredura” nas informações publicadas na rede social, e separá-las em diversas categorias, tanto a informação em si, quanto quem a escreveu. O conteúdo da informação será classificada como especulação, controvérsia, informação errada e/ou desinformação, enquanto o autor da informação será classificado por veículo de mídia, jornalistas, especialistas, testemunhas oculares, público geral e/ou bots (perfis ou ferramentas que apenas disparam a informação, seja ela qual for).

Hoje em dia as redes sociais se tornaram uma veículo de comunicação assustadoramente rápido, dependendo da informação, em 5 minutos milhares de pessoas podem ter conhecimento do que foi postado. Há casos em que a proporção de pessoas que visualizam a informação é absurdamente grande, chamado de “viral”.

O problema dessa velocidade, é que na maioria das vezes não há tempo nem espaço para identificar o que é verdade ou mentira, ou o perfil da pessoa que começou a baderna. Foi como o caso dos manifestos de Londres em 2011. Os protestantes se organizavam através de redes sociais, mas à partir de um momento começou a ser dito que o governo iria desativar as redes para travar tal organização, o que causou ainda mais um ruído no país. Aliás, foi à partir desse acontecimento que o projeto de detector de mentiras começou a ser criado.

A finalização do projeto está prevista para 2015, ele passará por estágios de aperfeiçoamento com a ajuda de profissionais de diversas áreas, para posteriormente servir de ferramenta para a sociedade evitar transtornos que ocorrem todos os dias, causados por um mal chamado “mentira”.

Comentários

Comentários

Conteúdo exclusivo e promoções

Cadastre-se

Cadastre seu e-mail para receber as atualizações do Mais de Trinta e ser informado de promoções exclusivas para assinantes. Você receberá duas mensagens por semana!